Fórum DRG Brasil & Planisa é realizado em Porto Alegre com grande adesão – Blog do IAG Saúde

 

 

Aconteceu, no dia 17 de agosto, o Fórum DRG Brasil & Planisa – edição Porto Alegre, com o tema: Sustentabilidade Econômica Através da Qualidade Assistencial.

 

A Planisa – referência em consultoria de gestão de custos para a área da saúde – uniu sua experiência ao DRG Brasil – metodologia de gerenciamento da qualidade assistencial adequada ao perfil brasileiro – a fim de proporcionar esse momento de discussão sobre os novos caminhos para a sustentabilidade econômica hospitalar através da melhoria da qualidade assistencial.

 

Realizado no auditório do Hotel Blue Tree em Porto Alegre (RS), com lotação máxima, o Fórum teve o apoio institucional do SINDIHOSPA – Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre.

 

 

Programação

 

No primeiro momento, o Dr. Renato Couto, Diretor do DRG Brasil, falou sobre a metodologia DRG Brasil, seguido do sr. Marcelo Carnielo, Diretor Técnico da Planisa, que abordou os benefícios do uso dessa metodologia.

 

Em seguida, o Dr. Mauro Oscar Lima – Superintendente Geral de Hospitais da Fundação São Francisco Xavier (MG), falou sobre “Gestão clínica pelo DRG: Sustentabilidade pela qualidade de assistência”.

 

Ao final, houve um interessante painel de debate sobre as experiências com o uso do DRG Brasil em Porto Alegre, do qual participaram:

• André Reckziegel – Gerente de Controladoria do Hospital Mãe de Deus (RS)

• Tanira Andreatta – Superintendente de Operações e Governos do Hospital Moinhos de Vento (RS)

• Dr. Salvador Gullo Neto – Diretor de Provimento de Saúde da Unimed Porto Alegre (RS)

 

 

Saiba mais

Sustentabilidade do sistema de saúde depende da adesão à segurança do paciente

O cuidado centrado no paciente é um negócio, que gera recursos e sustentabilidade para as instituições hospitalares

Dr. Dario Fortes Ferreira, presidente do IBSP (foto: Marcelo Pereira)

Segurança do Paciente é uma ciência nova, que nasceu há menos de 20 anos. Nos últimos dez anos, foram publicados mais de 70 mil artigos científicos sobre o tema. “Apesar de nova, é uma ciência que cresce rapidamente. É fundamental que comecemos a tratar segurança do paciente de modo científico, mostrando resultados, técnicas que funcionem. É assim que passamos da teoria à prática”, diz Dr. Dario Fortes Ferreira, fundador e presidente do IBSP.

Para o médico, a sustentabilidade do sistema de saúde depende da adesão à segurança do paciente, mas não apenas para os níveis táticos e operacionais. “Segurança do paciente precisa estar na pauta diária dos diretores hospitalares, assim como faturamento do mês, números de pacientes internados”, diz. Dr. Dario.

Quando isso acontecer, ele acredita que sobrará dinheiro para gastar com outras necessidades, como melhora da qualidade de vida da população. Segundo o médico, a todo momento, são realizados procedimentos necessários, profissionais não higienizam as mãos antes de entrar em contato com o paciente, falta interação entre as áreas para o bem do paciente. “Precisamos de cuidado unificado multiprofissional, um cuidado seguro, um cuidado voltado para o paciente”, finaliza o Dr. Dario Fortes Ferreira.

Saiba mais